Percentual de alta do milho dobra novamente

O percentual de alta do milho dobrou novamente, segundo informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica. De acordo com os dados, ele atingiu 3, 37% em uma semana de negócios.

“O mercado de milho está progredindo rapidamente, ultrapassando os R$ 50,00 /saca na Bolsa de São Paulo (R$ 50,26, para ser bem exato) e continua com viés de alta. Com isto a média diária apurada pelo Cepea registrou nova alta de 1,93% nos preços médios do milho pagos na região de Campinas, principal ponto de referência para o trigo nacional”, indica.

Nesse cenário, uma pesquisa particular da T&F registrou vendedores a R$ 45,00 e compradores a R$ 43,50 no Oeste do Paraná. “Nos Campos Gerais o preço do milho tem comprador a R$ 43,00 nas fábricas no spot, R$ 42,00 no porto e R$ 43,0 futuro para abril posto fábricas. No  Rio Grande do Sul preços  do  milho  entre  R$  41/42  no  interior,  mas  as  indústrias  estão  focadas  em  receber  seus  contratos  negociados  anteriormente  e buscando ofertas para fevereiro”, completa.

“No Rio Grande do Sul, houve negócios de lotes a R$ 46/saca na região norte do estado e R$ 46,30/saca na Serra, com retirada imediata e pagamento em 10 dias, para pequenos criadores e fábricas de ração. Antes do Natal, negócios saíram no Estado por R$ 45,50 a R$ 46/saca. Os grandes compradores pagam ao redor de R$ 43,00/saca, no estado”, comenta.

Além disso, a T&F diz também que o clima está se tornando cada vez mais importante para a Safrinha brasileira de 2020, não apenas para o abastecimento interno, como para atender a exportação, potencializada com o dólar.

Autoria: Leonardo Gottems | Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *