Relatório de vendas recupera soja em Chicago

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (19.09) alta de 4,25 pontos no contrato de Novembro/19, fechando em US$ 8,93 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 2,50 e 4,25 pontos.

Os principais contratos futuros recuperaram preço no mercado norte-americano da soja, com o relatório de exportações puxando as cotações. “O relatório das vendas semanais apontou volumes superiores às expectativas do mercado, destacando-se que aproximadamente 60% irá para a China (comprada na semana passada). Por outro lado, o clima não oferece maiores ameaças para os cultivos em trabalhos de final do plantio americano e limitou os avanços das cotações”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, a sessão em Chicago foi entediante e nenhuma reação agressiva foi observada: “O volume de negociações diárias para commodities agrícolas veio abaixo da média das últimas semanas. A falta de notícias ‘frescas’ coloca a especulação sem o interesse na entrada do mercado. No relatório de vendas de exportações estadunidenses atualizado hoje, foi notado o menor acumulado de compromissos (vendas em papel somado ao grão já embarcado) da soja, nos últimos 10 anos”.

“Apenas 11 milhões de toneladas da oleaginosa norte-americana já foi comprometida para exportação até a atual semana, sendo 40% inferior ao acumulado deste período em 2018. A demanda pelo grão estadunidense foi tomada por ofertas mais baratas da América do Sul, as quais não possuem a ‘barreira tarifária’ de 25% para importadores chineses. A China continuará concentrada no produto brasileiro/argentino até uma resolução da Guerra Comercial”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

Fonte: Agrolink

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *