Suíno vivo registra, no momento, valorização maior que a do boi em pé

Foi negociado no interior paulista por R$217,00/arroba (fonte: jox assessoria agropecuária), valor que corresponde a uma valorização de 41,8% em relação ao preço inicial de 2019 (R$153,00/arroba).

Continua sendo um resultado excepcional, mas agora apresenta evolução relativa inferior à obtida pelo suíno vivo que, tendo sua arroba cotada ontem entre R$115,00 e R$116,00 (valores para o suíno terminado FOB Granja, interior de São Paulo), obtém valorização de quase 53% sobre o valor inicial do corrente exercício (R$75,50/arroba).

Já o frango vivo negociado no interior paulista permanece apresentando desempenho completamente alheio à valorização obtida pelas carnes (a de frango, inclusive) e pelo boi e suíno vivos: registra, no momento, valorização de pouco mais de 10% sobre o preço de abertura de 2019 (R$2,90/kg).

Registre-se, de toda forma, que na média dos primeiros 339 dias de 2019 completados ontem (5), o frango vem apresentando desempenho melhor que o do boi, pois, no período, registra valor médio (R$3,27/kg) quase 13% superior ao de abertura do ano, enquanto a valorização do boi em pé gira em torno de 6% (média de R$162,00/arroba em pouco mais de 11 meses).

Sob esse aspecto, a valorização maior é a do suíno, cujo preço médio no ano (perto de R$89,00/arroba) se encontra quase 18% acima da cotação alcançada no princípio de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *